jump to navigation

Regras de acentuação – português do Brasil 2009/07/01

Posted by gsavix in língua portuguesa, Memorando.
Tags: , , ,
trackback

Regras de acentuação:

Proparoxítonos

Todos se acentuam: áspero, pássaro, lâmina, péssimo, ótimo, fôlego, público, túmulo.

Incluem-se nesta regra os vocábulos terminados em encontros vocálicos que podem ser pronunciados como ditongos crescentes: área, petróleo, ignorância, prêmio, língua, tênue, etc.

Paroxítonos

Acentuam-se os terminados em:

a) r, i, n, l, u, x, ps:

– éter, júri, dândi, pólen, hífen, amável, tórax, bíceps.

obs: cuidado com o plural pois não levam acento: ex: (polens, hifens);

b) a, ao seguidas ou não de s:

– anciã, anciãs, barão, cidadãos;

c) um, uns:

– álbum, álbuns, fórum, fóruns;

d) ditongo oral:

– jóquei, fáceis, fizéreis, enxágue, (enxague), bilíngue, etc. cuidado com:

– paróxitonas cujas vogais tônicas i e u são precedidas de ditongo:

(feiura, baiuca) não levam mais acento;

Oxítonos:

Acentuam-se os terminados em:

a) a,e,o seguidos ou não de s, em, ens

– cajá, pontapé, através, você, revés, avó, avôs, cipó, amá-lo, fê-los, já, fé, vó,  vô, avós, ninguém, retém-no

Regras Gerais:

a) Levam acento agudo o i e o u tônicos em hiato com vogal precedente, desde que formem sílaba isolados ou sejam seguidos de s: cafeína, raízes, reúnes, balaústre, contraí-lo.

b) Se o i tônico forma ditongo crescente com u, o acento agudo não ocorre: arquimos, arqui, arquido, tainha, moinho;

c) Levam acento agudo as vogais tônicas dos ditongos ei, eu, oi seguidos ou não de s, nas palavras oxítonas e nos monossílabos tônicos: anéis, cruéis, céu, dói, corrói, etc;

d) Não leva mais acento circunflexo o o tônico do hiato final de palavra -oo: voo, voos, enjoo, enjoos, abençoo, etc;

e) Marca-se com acento circunflexo o e tônico da 3  pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos ter, vir, conter, para distingui-la da 3  pessoa do singular:

– têm, vêm, contêm, advêm;

f) As formas verbais dá, vê, vás, relê, descrês, etc., seguem as regras dos oxítonos e dos monossílabos tônicos terminados em a,e,o seguidos ou não de s;

g) Não são mais acentuadas as formas verbais: creem, leem, veem, drescreem, releem, reveem, deem, desdeem.;

Casos especiais:

a) Acentuam-se as seguintes palavras:

– pôr (verbo) para diferenciar de por (preposição);

– pôde (3a pessoa singular do pretérito perfeito indicativo) para diferencia de pode (3a pessoa singular do presente do indicativo)

– porquê (substantivo) para diferenciar de porque (conjunção): Qual o porquê da vida?; Vamos à festa porque gosto de dançar.

– quê (substantivo), e quando é usado em frim de frase: O quê é uma palavra; Vai embora por quê?

b) Facultativamente assinalam-se acento agudo em formas verbais como:

– amámos (preter. perf. ind.) para distingui-las de: amamos (pres. ind.);

– louvámos (pret. perf. ind.) para distingui-las de: louvamos (pred. ind.)

– fôrma (substituindo a palavra vasilha)

– dêmos (1a pessoa plural presente subjuntivo).

Crase

Vocábulo de origem grega, crase é a fusão ou contração de duas vogais numa só, designa a contração da preposição a com o artigo feminino a (plural as) ou com os pronomes demonstrativo a, as, e o a inicial dos também pronomes demonstrativos aquele, aqueles, aquelas, aquilo e demais flexões.

Assim sendo, a crase ocorre apenas antes de palavras femininas (que às vezes podem estar ocultas ou subentendidas) determinadas pelo artigo a ou as e subordinadas a termos que exigem a preposição a. O acento grave é ainda regra em numerosas locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas formadas com a preposição a e o substantivo feminino: à beira de, à cata de, à espada, à fome, à mediada que, à toa, à vela, às cegas, às vezes.

Quando houver a elipse do substantivo: “Dedicou-se a (ou à) nossa causa, mas deu deu atenção à sua”.

Quando o nome próprio estiver antecedido de um adjetivo, o acento grave torna-se obrigatório: “Dediquei o livro à querida Ana.”.

Quando indicar distância determinada: “A menina está à distância de 100 metros.”.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: